Receitas

"Manteiga" de azeite com ervas




Compartilhe:


Rabanada amiga do peso


 



Compartilhe:


Torradinha canapé


 



Compartilhe:


Salpicão "corpo leve"


 



Compartilhe:


Bolo de caneca "Eu Posso"




Compartilhe:


Massa de pizza caseira




Compartilhe:


Pãezinhos práticos




Compartilhe:


Gelatina com frutas vermelhas




Compartilhe:


Ceviche com manga




Compartilhe:


Bolo de chocolate nutritivo




Compartilhe:


Sorbet de pitaya


A diferença de um sorbet para um sorvete é que ele tem como ingredientes de base água e frutas, sem leite ou creme de leite muitas vezes presentes no sorvete, principalmente de massa.

O resultado é que um sorbet é mais granulado, até faz lembrar uma raspadinha, sendo mais leve.

 



Compartilhe:


Hambúrguer caseiro




Compartilhe:


Brigadeiro vivo


 

Por Daniel Rocha (Alkaline man)



Compartilhe:


Suco saúde intestinal




Compartilhe:


Coxinhas da nutri


Por nutricionista Fernanda Serpa.



Compartilhe:


Bombom de banana com pasta de amendoim


Por nutricionista Juliana Uyeno.



Compartilhe:


Salada de couve-flor refrescante


 

Sugestão para compor uma refeição nutritiva:

 

couve-flor cozida no vapor al dente (cerca de 5 minutos, fica bem tenra), com tomate cereja, cheiro verde, temperada com vinagre balsâmico + mostarda + chimichurri (mistura de ervas) + limão siciliano, finalizada com sementes de girassol!

 

Tempero especial obrigatório: amor! Humm....!!!

 

Devido a sua constituição rica em nutrientes (folato B9, fibras, carotenóides e clorofila) e fitoquímicos, as crucíferas (repolho, a couve de Bruxelas, a couve-flor e o brócolis) têm sido amplamente estudadas em relação à prevenção do câncer. Estudos epidemiológicos mostram a associação inversa no consumo destes vegetais com o risco de alguns cânceres, como o de próstata. Alguns estudos mostram uma redução de 41% do risco deste tipo de câncer nos homens que consumiam três ou mais porções (cerca de 01 xícara de chá) destes vegetais por semana, em comparação ao grupo que consumia apenas uma vez.

 

Estes vegetais possuem compostos sulforados (enxofre) como os glicosinolatos e S-metil-cisteína, que possuem alta capacidade anti-oxidante e ações anti-carcinogênicas como comentado.

 

Para se obter os benefícios que estes vegetais oferecem, devem ser consumidos crus (quando possível, como no caso do nabo, rabanete, repolho, etc) ou processando-os de forma adequada, como picar (ao invés de cozinhar a "cabeça" inteira da couve-flor por exemplo) e levar ao fogo - levemente cozidos no vapor, com a tampa fechada, pois o calor exagerado ou cozimento direto na água destrói boa parte das vitaminas e "evapora" os compostos sulforados.

 

Bom apetite!!

 



Compartilhe:


Geléia caseira de morango sem açúcar


Ingredientes

1 xicara de morangos picados (preferência orgânicos)
1 maçã média descascada e picada
10 tâmaras sem caroço picadas
1/2 xícara de água
1/2 xícara de chá de hibisco ou de água
1 colherzinha (café) de agar-agar (alga em pó tipo gelatina - encontra em casas de produtos saudáveis)
3 gotas de essência de baunilha
Adoce com gotinhas de Stevia ou adoçante xilitol à gosto (esse só manipulado, via site ou na loja de alimentos Celeiro - mesmo endereço da Ciclo Novo)

Preparo

Deixe as tâmaras de molho em água por pelo menos 30 minutos. Escorra. Bata as tâmaras no liquididicador, junto com a maçã e 1/2 xícara de água. Leve para cozinhar em fogo baixo, junto com os morangos. Deixe cozinhar por cerca de 5 minutos, mexendo e amassando os morangos grosseiramente com um garfo. Dissolva o agar no chá de hibisco e despeje na panela; misture e deixe cozinhar por mais 3 minutos. Se desejar, adoce. Conserve em geladeira, em recipiente fechado. Rende um pote pequeno de geléia.

01 colh. sopa = 01 porção de fruta

Por Veggie e Tal - adaptada.



Compartilhe:


Quiche funcional


Por chef Marcelo Facini - adaptado.



Compartilhe:


Sopa revigorante de feijão escuro




Compartilhe:


Strogonoff de shitake




Compartilhe:


Cupcake tipo brownie


Por veggie e tal - adaptado por Graziela Caproni



Compartilhe:


Antepasto de cebola roxa caramelizada


Ingredientes:

01 cebola roxa grande

50 ml (01 xícara de café) de vinho tinto seco

01 colh chá de geléia de pimenta

semente de girassol e sal à gosto

Modo de preparo: tire a casca e pique a cebola em cubinhos, coloque na panela pequena para refogar com uma pitada de sal, quando começar a murchar acrescente o vinho e a geléia e vá mexendo.

O vinho vai começar a engrossar e forma uma calda mais viscosa. Quando chegar nesse ponto acrescente a semente, ajuste o sal e apague o fogo.

Sirva morno sobre torradinhas.



Compartilhe:


Torcida nutritiva: mini wraps


Para fazer os mini wraps usar:

Pão árabe integral (bem fininho) ou massa de pizza de frigideira integral levemente aquecida;
Pastas (abaixo);
Rúcula ou Alface e cenoura ralada;
Mozzarella de búfala em bolinhas (ideal cortar em fatias finas)

✔ 3 opções de pastas:

Tomate seco (escorrer óleo) procesado com Tofu - queijo de soja (ex. tofu soft da marca Ecobrás);
Azeitonas verdes processadas com azeite e nozes (colocar tudo no mini-processador);
Pasta de berinjela ou qualquer outro sabor marca La Pianezza - compra no site da própria marca;

Passar a pasta no pão, colocar a fatia de queijo, as folhas e cenoura, fio de mostarda ou azeite. Depois é só enrolar, cortar em 3 pedaços e servir.

Por Fernanda Serpa - adaptada por Graziela Caproni



Compartilhe:


Omelete de tapioca




Compartilhe:


Creme de abóbora tudibão!


Ingredientes:

850gs de abóbora cabotiã cortada em cubos sem casca (01 bandejinha)

1/2 xícara de quinua em grãos

sal à gosto e fios de azeite

 

Coloque na panela de pressão com água suficiente para cobrir a abóbora e ultrapassar 2 dedos. Tampe e assim que pegar pressão cozinhe por 20 minutos em fogo brando.

 

Após, retire a pressão sob a água, abra a panela, volte ao fogo baixo mexendo bem para a abóbora terminar de desmanchar. Ajuste o sal e os temperos - cheiro verde, hortelã picadinho, pitadas de açafrão e pimenta do reino.

 

Rende 04 porções (cada porção = 03 conchas médias rasas)

 

Boa fonte de beta-caroteno, proteínas e fitoquímicos, como a curcumina potente anti-inflamatório. Aproveite e boa nutrição!

 

 



Compartilhe:


Raiz de bardana ou "gobô" refogada


A raiz da bardana ou gobô como falam os japoneses é fonte de proteínas, fibras, cálcio, fósforo, ferro, vitaminas do complexo B e possui baixo valor calórico. Segundo alguns produtores japoneses, a maioria das propriedades nutricionais estão concentradas na casca e por isso é importante não retirá-la.

As folhas da bardana são benéficas para a pele porque possuem propriedades anti-inflamatórias, anti-sépticas e fungicidas. Suas compressas são indicadas para tratamento de erupções cutâneas, doenças que ressecam e descamam a pele e para aliviar picadas de insetos.
A raiz é considerada um estimulante do sistema nervoso, depurativa do sangue e antibacteriana.

Saiba como preparar a raiz refogada!

 

Ingredientes

3 raízes de bardana médias
1 cebola média
1 dente de alho
2 colheres (sobremesa) de gergelim torrado
Sal e cheiro-verde picado a gosto
Molho de soja (shoyu) a gosto (indicamos o de fermentação natural marca Daimaru)

Preparo

Lave e escove bem as raízes da bardana até limpar toda a terra. Não descasque. Corte no sentido transversal, em fatias finas e deixe de molho em água com vinagre ou limão. Refogue num pouco de óleo de gergelim ou azeite extra virgem a cebola e alho picados e adicione a bardana (já escorrida). Tampe a panela e deixe em fogo baixo, colocando um pouco de água, se necessário para não grudar e ir cozinhando. Acerte o tempero e acrescente molho de soja a gosto. Após cerca de 10 minutos, a bardana deve estar cozida. Salpique com o cheiro verde picado e o gergelim.

Dica - Sirva como acompanhamento, adicionada ao arroz, feijão, macarrão, sopas, saladas, etc.

 

 



Compartilhe:


Smoothie refrescante


Smoothie é uma bebida de textura cremosa, bem geladinha, feita à base de frutas naturais congeladas. É muito nutritiva pois contém vitaminas e sais minerais, importantes para a saúde.

Os smoothies são uma boa alternativa para quem está em programa de eliminação de peso (de forma saudável) e quer se refrescar nesse calor. Eles são bem menos calóricos do que os sorvetes e os milkshakes, que são feitos à base de leite e, por isso, são mais gordurosos.

Você pode preparar dois tipos de smoothies: o primeiro à base de água e frutas (tipo um sorbet/raspadinha) e o segundo leva iogurte desnatado (mais cremoso e consistente).

 

Outro segredinho para mantê-lo bem consistente é acrescentar um espessante. A alga em pó Agar Agar (que você encontra em casa de produto natural) é uma boa opção, além de tornar sua bebida mais proteica, interessante usar pós atividade física, complementando o jantar.

Exemplo de receita: 1 banana nanica mais madura congelada (em rodelas) + 2 fatias de abacaxi pérola congeladas + 1/2 manga picada madurinha congelada + gelo (um pouco menos de 1/2 copo) + 1 colher de chá de Agar Agar + 80ml de água filtrada. Primeiramente liquidifique a água com as pedras de gelo e o Agar Agar. Depois acrescente as frutas congeladas e bata novamente.

 

Divirta-se!

 

Por Fernanda Serpa, adaptado por Grazi Caproni - nutricionista Corpo Novo.



Compartilhe:


Pipoca do bem!


Para você saber - e assim não morrer de raiva quando grudarem nos seus dentes - as substâncias protetoras da saúde estão na casca, aquela capa que teima em ficar agarrada na boca. E, se o milho que levar para casa der origem a uma pipoca naturalmente amarela ou creme, bingo! Sinal de que a parte fofinha do alimento é ainda fonte de carotenoides - substâncias que atuam como antioxidantes e, no corpo, são convertidas em vitamina A.

 

Na casca da pipoca também estão doses generosas de fibras, substâncias que contribuem para a formação do bolo fecal (em conjunto com o aumento do consumo de água). O melhor é que o papel das fibras não fica restrito apenas a dar um empurrão ao funcionamento do intestino. Elas também são reverenciadas por tornar a digestão mais lenta, prolongando assim, a sensação de barriga forrada - uma vantagem e tanto para quem quer derrubar o ponteiro da balança. 

 

Já na parte fofa e geralmente branca da pipoquinha fica guardado outro aliado do organismo: o amido resistente, um tipo de carboidrato. Ele passa praticamente intacto pelo aparelho digestivo, só no intestino grosso é que micro-organismos da flora o transformam em ácidos graxos de cadeia curta - substância que deixa a área mais ácida, favorecendo a proteção contra células cancerosas e a maior proliferação de uma flora de bactérias "positivas" à saúde.

 

Para fazer pipoca sem gordura, já que ou preparamos com a panela cheia de óleo ou usamos as de microondas cheias de gordura trans/gordura vegetal HIDROGENADA e aromas artificiais (tipo de manteiga), veja:

 

OPÇÃO 1: pegue um saco grande de padaria (aquele de pôr pão) e coloque 1/2 xícara (chá) de milho para pipoca. Feche o saco, apertando e torcendo bem a ponta (deixe ar dentro do saco) e leve ao microondas. Aperte o botão pipoca (se não tiver o botão pipoca, selecione 3 minutos em potência alta). Se ainda estiver estourando deixe mais, se houver mais de 3 segundos entre os estouros, desligue antes. Retire o saco do microondas e abra com muito cuidado por causa do vapor quente que se forma. Polvilhe sal a gosto e sirva.

OPÇÃO 2: 1/2 xícara de milho (orgânico de preferência); 1/4 xícara de água; sal a gosto.
Coloque em uma travessa de vidro própria para microondas e mexa (lembre-se que não pode ser pequena pois a pipoca rende).
Cubra com filme plástico e coloque no microondas por 10 minutos em potência alta (pode variar o tempo dependendo do aparelho, fique atento na hora que parar de estourar para não queimar).


Dica: como a pipoca fica bem sequinha, ao salpicar sal ele não "fixa" na pipoca, então ao invés de usar sal você pode fazer um salmoura (mistura de água e sal) e borrifar à certa distância, assim precisará de menos sal para deixá-la "salgadinha".

Uma xícara de chá equivale a uma porção de carboidrato, rico em fibras, podendo substituir os pães, biscoitos e até o crouton da salada.

 

Por Mdemulher e Lucilia Diniz, adaptado por Grazi Caproni - nutricionista Ciclo Novo.



Compartilhe:


Molho cremoso de couve-flor


Este creme pode ser utilizado como substituto de queijos cremosos em diversas receitas – lasanha, macarronada, batata assada, etc.

Ingredientes

1 maço pequeno de couve-flor
1 cebola pequena
1 dente de alho
2 colheres (sopa) de azeite
1 pitada de páprica picante
1 pitada de açafrão-da-terra
1 colher (chá) de levedo de cerveja (opcional)
sal a gosto

Preparo

Pique a couve flor, a cebola e o alho em pedaços pequenos. Coloque em uma panela e cubra com água, junto com uma pitada de sal. Leve para cozinhar até que a couve flor esteja começando a desmanchar.
Em um liquidificador coloque os legumes cozidos, junto com 1/2 xícara da água do cozimento e os demais ingredientes. Bata bem, formando um creme.

Por Veggie e tal



Compartilhe:


Peito de frango empanado


Preparo:

corte o peito de frango (preferência orgânico, usamos a marca Kòrin) em cubinhos médios e tempere com sal e pimenta do reino ou vermelha à gosto. Passe os cubinhos no ovo batido (preferência orgânico) e, em seguida, passe-os em uma mistura de farinha de linhaça dourada, gergelim e amêndoas trituradas. Coloque os cubinhos em uma assadeira untada com azeite (espalhe com pincel pra não precisar usar muito e não deixar a fôrma "enxarcada") e leve para assar em forno médio pré-aquecido a 180°C.

Você pode arrumar os cubinhos de frango sobre uma salada de folhas e temperar com limão, fios de óleo de linhaça ou azeite extra virgem, salsinha e fios de mostarda. Aproveite! Bom Apetite!

 



Compartilhe:


"Suchá" anti-envelhecimento


 

Uma boa pedida para quem ainda não se acostumou a tomar chá puro e não adoçado são os suchás - mistura de suco natural com chá. Aqui você encontra algumas sugestões bem saborosas e nutritivas!!

 

Antes de torcer o nariz experimente, alunas que olhavam feio provaram e aprovaram e hoje não ficam sem! É bom para o paladar, é bom para saúde, uma festa de vitaminas e minerais, assim fechou!!

 

"Suchá" esse com 1/2 xíc de frutas vermelhas (ou 01 polpa congelada) - mirtilo, framboesa, amora, morango, 1 laranja lima (cortar em 4, tirar a casca e semente e bater com bagaço e tudo), 01 copo de chá* de hibisco já frio, 01 banana nanica pequena. Bater tudo, não precisa coar e adoçar, só tomar e se deliciar!!

 

*01 colh sobremesa da erva para 200ml água filtrada. Quando a água começar a ferver, apague o fogo, coloque a erva, abafe por 5-8minutos, coe e misture ao suco para bater. Essas ervas/chás você encontra em lojas de produtos naturais.

 

Para orientações individualizadas, procure um nutricionista.



Compartilhe:


"Suchá" diurético


 

Uma boa pedida para quem ainda não se acostumou a tomar chá puro e não adoçado são os suchás - mistura de suco natural com chá. Aqui você encontra algumas sugestões bem saborosas e nutritivas!!

 

Vixi esse aqui até marido exigente vai gostar! "Suchá" com meio copo de chá de cavalinha concentrado*, 3 rodelas de abacaxi pérola, 1/4 limão siciliano com casca, punhado de couve e folhas de hortelã. Gelo.

Bater tudo no mixer ou liquidificador, não adoçar ou coar, fica bem consistente mesmo cheio de fibra, vitamina C e é diurético!

 

Antes de torcer o nariz experimente, alunas que olhavam feio provaram e aprovaram e hoje não ficam sem! É bom para o paladar, é bom para saúde, auxilia no emagrecimento, assim fechou!!

 

*01 colh sobremesa da erva para 200ml água filtrada. Quando a água começar a ferver, apague o fogo, coloque a erva, abafe por 5-8minutos, coe e misture ao suco para bater.

 

Para orientações individualizadas, procure um nutricionista.



Compartilhe:


Suco do Hulk :-)


Receita básica para o suco verde, recheado de fibras, magnésio, vitaminas do complexo B - fundamentais para o processo natural de detoxificação do organismo através do fígado e intestino.

 

Ingredientes:

2 fatias médias abacaxi pérola
1 maçã pequena com casca (higienizada)
1 pedaço pequeno de gengibre sem casca

1/2 limão pequeno com casca (higienizado) - sem semente
Folhas de hortelã.
Punhadinho de couve ou agrião (higienizados)

Água ou água de coco natural - suficiente para bater
Gelo
Bata bem no liqüidificador.
Tomar em seguida. Não coar nem adoçar.



Compartilhe:


Bolo com vitamina "P" !!


Bolo cremoso de maçã, banana e especiarias. Sem glúten, lactose e ovos. Com muita vitamina P - prazer! Enjoy - divirta-se!

 

Ingredientes do recheio:

1/4 colher (chá) de sal

5 maçãs picadas (01 será usada para fazer o suco)

2 bananas em rodelas

1 xícara (chá) de suco de maçã natural (bater com casca 01 das maçãs com 1/2 copo água filtrada)
1 colher (sopa) cheia de amido de milho diluído em 02 colh sopa do suco de maçã

 

1 colher (chá) de raspas de casca de limão

1/4 colher (chá) de noz moscada

1 pitada de cravo "moído" ("quebre" os cravos com a faca)


Ingredientes massa - para cobertura do recheio:

3 colh sopa de extrato de soja pó diluído em 01 xíc chá de água filtrada

1 e 1/4 xícara (chá) de farinha de arroz integral (encontra em casa de produtos naturais)

1/4 xícara (chá) de farinha de milho ou fubá

1/4 colher (chá) de sal

1 colher (chá) de fermento em pó

1/2 colher (chá) de canela em pó

2 colh chá de suco de limão

1/2 xícara (chá) de óleo

1/2 xícara (chá) de mel ou melado

 

 

Modo de preparo (recheio):

lave as maçãs e pique-as em pedacinhos pequenos (com casca). Misture com os demais ingredientes do recheio e reserve.

 

Modo de preparo (massa para cobertura):

Misture todos os ingredientes da massa - coloque primeiro os líquidos, depois vá incorporando as farinhas e por último o fermento.

Despeje sobre as frutas e salpique semente de linhaça dourada por cima (opcional), no final. Leve tudo ao forno preaquecido e deixe por 35 minutos ou até dourar. Sirva morno.

 

Tempo de preparo: 45 minutos

Rendimento: cerca de 10 porções



Compartilhe:


Ceia: salada natalina


Ingredientes:

2 folhas de couve cortadas fininhas "abafada" (deixar alguns minutos na água quente e retirar)

½ cenoura ralada

1 punhado de brotos de feijão "abafado" (deixar alguns minutos na água quente e retirar)

tomates cereja

3 nozes picadas

1 colher de sobremesa de amêndoas em lascas

1 colher de sobremesa de castanha de caju

1 colher de sopa de semente de girassol tostada

 

Molho de alho poró, limão e chia:

1 xícara de café de azeite

2 colheres de sopa de alho poró

Pitada de sal

Suco de ½ limão

1 colher de sobremesa de semente de chia

 

Preparo: levar as castanhas/semente ao forno médio por 10 minutos ou até que fiquem crocantes. Para o molho bater no mix o azeite, o alho poró e o suco de limão. Passar em uma peneira para que o molho fique lisinho e adicione a chia.  Na montagem coloque no centro do prato a couve e a cenoura e ao redor coloque o broto de feijão. Para finalizar salpicar as oleaginosas, a semente de girassol, o tomatinho e o molho.

 

Por Andrea Santa Rosa



Compartilhe:


Ceia: salada da sorte


Ingredientes:
1 xíc de grão-de-bico cozido
1 xíc de lentilha verde cozida
1/2 xíc de quinoa grãos cozida
1/2 xíc de camarão grelhado no alho
1/2 xíc de bacalhau em lascas dessalgado e cozido
Suco de 1 limão
3 colheres (sopa) de azeite extra virgem
3 colheres (sopa) de cebola picada
Hortelã, coentro e/ou cheiro verde, sal e pimenta (a gosto)
Tomate cereja para decorar

Modo de preparo:
Cozinhe a lentilha, o grão-de-bico e a quinoa, separadas, em água e sal. O grão-de-bico deve ficar de molho de um dia para o outro para facilitar o cozimento. O ideal é colocar água até cobrir os grãos. Depois, é só ir checando se o grão já está macio. Por fim, misture todos os ingredientes (grãos já frios) e mantenha na geladeira antes de servir.

 

Por Chef Carol Caldas



Compartilhe:


Ceia: "mousse" de cacau com pimenta


Ingredientes:

  • 1 abacate médio maduro
  • 1/3 de xícara chá de cacau em pó
  • ¼ de xícara de melado de cana
  • Uma pitada de pimenta caiena
  • Algumas gotas de extrato de baunilha
  • Algumas gotinhas de limão
  • Uma pitada de sal marinho
  • Opcional: nibs/sementes de cacau para decorar

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes (exceto nibs) na velocidade máxima em um liquidificador, mixer ou processador, até que chegue na textura de mousse. Coloque na geladeira por cerca de 20 minutos em recipiente fechado para gelar. Decore com os nibs ou com raspas de chocolate amargo, folha de menta.

 

Por Melissa Setubal

 

OUTRA VERSÃO:

 

1 abacate médio

10 tâmaras hidratadas

4 colheres de sopa de biomassa de banana (receita no site)

1 xícara de chocolate 70% picado

12 gotas de essência baunilha

2 colh de sobremesa de cacau em pó

2 colh de chá de óleo de coco

2 colh de chá rasas de shoyu (preferência macrobiótico Daimaru ou light)

2 colh de chá rasas de canela

Nibs/semente de cacau

Modo de fazer: aquecer a biomassa com um pouco de água até ficar cremosa, acrescentar o chocolate picado até derreter. Bater tudo no processador ou mixer exceto os nibs. Levar para gelar. Decorar com os nibs ou com raspas de chocolate amargo, folha de menta.

 

Por Anabreu

 

 

 



Compartilhe:


Ceia: kitchari (arroz indiano)


Kitchari é o arroz e feijão indiano que, segundo essa cultura, tem o poder de limpar o organismo como um todo, e, apesar de simples, tem um sabor único.

Tempo de preparo: cerca de 1 hora e 15 minutos
2 porções

 

Ingredientes:

1 xícara de arroz integral                                                                                                    

1 xícara de feijão azuki cozido - acha em casa de produto natural OU lentilha (coloque de molho por duas horas. Descarte a água, e coloque mais água para o cozimento, junto com uma folha de louro e um pedaço de alga kombu. Cozinhe por 15 minutos, descartando a água, a alga e o louro ao final do cozimento).
2 colheres de sobremesa de Ghee (manteiga clarificada) - receita no site ou compre pronta em casa de produto natural
1 colher de chá de sementes de mostarda
1 colher de chá de sementes de cominho
1/2 colher de chá de pó de açafrão-da-terra/cúrcuma
1/2 1 colher de chá de sal marinho

 

Aqueça a manteiga numa panela em fogo médio, e coloque as sementes de cominho e mostarda e mexa até elas começarem a pipocar. Adicione o arroz, açafrão e o sal, e mexa. Coloque água fervendo (cerca de 3 xícaras), reduza o fogo, cubra com uma tampa e cozinhe por cerca de 30 minutos. Então acrescente o feijão, sem mexer no arroz, e cozinhe por mais 10 minutos, ou até o arroz e o feijão estarem completamente cozidos. Deixe em espera sem retirar a tampa por cerca de 5 minutos, e então misture bem.
Se quiser uma refeição mais completa, adicione os vegetais de sua preferência para cozinhar junto com o arroz, ou como acompanhamento, cozinhando a vapor, e temperando com um pouco de sal, pimenta e pouco ghee ou azeite.

 

Por Melissa Setubal

 



Compartilhe:


Ceia: cupcake de espinafre nutritivo


Ingredientes

3 ovos orgânicos em temperatura ambiente
½ xícara de chá de biomassa de banana verde (receita no site)
½ xícara de chá de óleo de canola
1 xícara de chá de farinha de arroz
2 colheres de sopa de farinha de quinua
½ xícara de chá de leite de soja
150g de folhas de espinafre
½ cebola
2 dentes de alho
1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem ou manteiga clarificada/ghee
1 colher de chá rasa de sal
1 colher de sopa de fermento químico
3 colheres de sopa de semente de girassol

 

Modo de preparo

Coloque o azeite, o alho e a cebola (picados) em uma panela, refogue até que estejam macios e acrescente as folhas de espinafre. Tampe a panela e cozinhe em fogo baixo por cerca de 4 minutos ou até que as folhas estejam macias. Retire a tampa, misture bem e deixe esfriar.

Bater 2 claras em neve com a pitada de sal e reservar. Bater (use mixer) as duas gemas e um ovo inteiro até formar uma espuma clara.

Adicionar o óleo de canola e bater por 2 minutos, em seguida adicionar a biomassa, o leite, as farinhas, o sal e por último o fermento.

Despejar o espinafre refogado (frio) na massa e misturar suavemente com as claras em neve.

Colocar a massa em formas para cupcake, decorar com as sementes de girassol ou gergelim e assar em forno pré-aquecido a 180ºC por aproximadamente 25 minutos.

Rendimento: 12 cupcakes

 

Possíveis substituições
- para a farinha de quinua: farinha de grão-de-bico, farinha de amaranto, farinha de mandioca torrada.
- para o leite de soja: leite de arroz, leite de amêndoas, leite de aveia
- para o fermento químico: bicarbonato de sódio.
- para as sementes de girassol: sementes de abóbora ou gergelim.

 

Por Marcelo Facini



Compartilhe:


Manteiga clarificada Ghee: como fazer


Ghee (pronuncia-se gui) trata-se da manteiga clarificada e purificada, livre de basicamente todos os resíduos lácteos da manteiga comum, restando apenas a parte gordurosa da manteiga.

OBS: se você é intolerante ou alérgico ao leite, consuma com moderação e observe sua tolerância, pois a ghee é basicamente livre de resíduos lácteos, mas uma pequena fração pode permanecer.

Embora seja inteiramente preparada com manteiga, suas propriedades, de acordo com Ayurveda – medicina indiana, diferem muito da manteiga em si.

 

Para fazer “Ghee”, você vai precisar de:

500gs de manteiga de boa qualidade, sem sal.

Panela de fundo grosso, para não queimar a manteiga. Sugerimos de Inox.

Gaze estéril (compra em farmácia). Peneira.

Vidros esterilizados*, para um bom acondicionamento.

*você pode aproveitar vidros de geléia, palmito, mas as TAMPAS devem ser novas.

 

Como fazer:

Coloque a manteiga na panela em fogo bem baixo e deixe que ela derreta lentamente.

Para evitar que queime, verifique se a temperatura está suficientemente baixa. Calor em excesso faz com que a manteiga desprenda muita fumaça e se torne marrom, arruinando seu sabor.

Começará o surgimento de uma espuma clara na superfície do líquido. Você poderá ir retirando delicadamente a espuma formada com uma escumadeira, dispensando-a.

A manteiga derretida irá ferver vagarosamente e estará com uma coloração âmbar – transparente e alaranjada.

Você ouvirá a manteiga “pipocando” que é sinal da presença de água.

Quando ela não mais fizer estes estalinhos, você poderá pensar em ir desligando o fogo para não queimar. O ghee estará pronto quando estiver cor de âmbar, amarelado, e tão límpido e transparente como uma peça de cristal.

E então com cuidado, coar com a gaze sobre a peneira, diretamente no vidro.

Encher um ou mais vidros de boca larga. Esperar esfriar sem tampá-los. Após totalmente fria, tampe. O “Ghee” ficará em vidro esterilizado e tampado, fora da geladeira em local fresco e longe da luz, com validade indeterminada. Para isto, tenha cuidado em não contaminá-lo com o talher sujo de outros alimentos.

O “Ghee” tem sabor delicado. Sua grande vantagem é que suporta temperatura superior à da manteiga comum e outros óleos, sem criar toxinas. Por isso para preparações com temperatura mais alta, tempo prolongado, tipo refogados, é uma boa opção. Também pode consumir direto, na torradinha. Pode ser usado para qualquer coisa que levaria manteiga comum. Também é calórica, por isso use com moderação. Veja mais no tópico manteiga ou margarina, qual comer? http://www.ciclonovo.com.br/blog.php?topico=121

 

Visualize o passo-a-passo nesse vídeo: http://youtu.be/Mj_ZZyzaLQ4

Use o método da panela direto, e NÃO de banho-maria. Manteiga SEM sal. E fique de olho, zele igual a uma criança, para que não queime!

 



Compartilhe:


Chapati (pão indiano)


Ingredientes:

 

1 xíc (chá) de farinha de trigo integral

1 colh (chá) de semnete de gergelim ou linhaça

1 colh (chá) semente de girassol

pitada de sal

água morna (suficiente para dar ponto da massa)

 

Modo de preparo:

misturar todos os ingredientes secos e ir acrescentando a água aos poucos, amassando suavemente com as mãos até que forme uma massa homogênea e lisa. O ponto é quando ela não estiver mais grudando nos dedos. Cubra a massa com um pano limpo e deixe descansar por 15 minutos. Após, faça bolinhas e abra os discos com um rolo de macarrão. Em fogo médio, coloque na frigideira anti-aderente, tostando cada lado por cerca de 2 minutos. Retire da frigideira e coloque o disco diretamente sobre a chama do fogão, vai rapidamente "estufar" e assim estará pronto.

 

Rende 6 chapatis.

 



Compartilhe:


Cogumelo Shimeji refogado


Dependendo da receita, um prato à base de shiitake ou shimeji pode ser considerado para lá de light. O alimento soma apenas 35 calorias, em média, para uma porção generosa de 100 gramas, 1 xícara e meia de chá. Sem falar que o sabor intenso dele aciona uma espécie de centro de recompensa do nosso sistema nervoso. Ativado, esse centro manda uma mensagem de saciedade ao cérebro. Mas atenção: para conservar o baixo valor calórico do cogumelo não vale banhá-lo na manteiga!

O shimeji contém vitaminas, fibras e minerais, mas é o alto teor proteico o carro-chefe nutricional do cogumelo. Dá para dizer que quatro colheres de sopa de shiitake equivalem a um bife de carne vermelha pequeno. Mas com uma quantidade de gordura bastante inferior: enquanto 100 gramas (01 bife pequeno) de contrafilé têm cerca de 13 gramas de lipídios, a mesma quantidade de cogumelo não ultrapassa um grama de gordura.

Estimular o sistema imunológico está entre os principais benefícios terapêuticos dos cogumelos shimeji e shiitake e, só por isso, já podem ser considerados alimentos mais do que funcionais. Essa missão fica a cargo de uma substância chamada lentinan.

Ao lado de uma lista que inclui a cevada, o farelo de arroz, a alga marinha e o chá verde, os pesquisadores apontam o shitake e o shimeji como alimentos capazes de proteger o organismo contra doenças ligadas ao coração, devido a 2 substâncias presentes no alimento: a eritadenine, que diminui a agregação de gordura no sangue (e que, em excesso, entope as artérias) e as betaglucanas, fibras que ajudam no controle do mau colesterol. Não é à toa que os chineses chamam os cogumelos de tônico da longevidade e os utilizam, há muitos anos, secos ou na forma de extratos como medicamentos para tratar o corpo e viver cada vez melhor.

 

E você, está esperando o que pra começar a consumir a partir de hoje?! Não sabe fazer, segue uma sugestão de receita bem fácil e gostosa!

 

Para fazer o shimeji refogado você vai precisar de:

200 gramas de cogumelos shimeji (01 bandejinha)
1 colher de chá de manteiga clarificada ghee (veja receita em nosso site ou substitua por manteiga light)
2 colheres de sopa de molho de soja shoyu (use marca "Daimaru" - você encontra em casas de produtos naturais)
2 colheres de sopa de cebolinha picada. Sal se necessário (já vai shoyu). Gengibre raladinho à gosto                                                                                                                                                                                                                                                       

Lave bem os cogumelos e separe-os grosseiramente com a mão. Coloque a manteiga em uma frigideira alta ou panela alta e leve ao fogo médio para derreter. Jogue todo o shimeji e mexa bem. Espere dois minutos para que eles comecem a murchar, mexendo sempre. Acrescente molho de soja (shoyu), misture tudo muito bem e deixe cozinhar com a panela semi-tampada por cinco minutos. Retire do fogo, salpique a cebolinha por cima e o gengibre e está pronto! Aprecie!

Ele reduz bastante depois de cozido. Esta quantidade serve duas pessoas.

 

"Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos!"

CORPO NOVO - Uma escolha simples!

 

 



Compartilhe:


Masala para grãos


 

Masala para grãos / feijão:


2 col. sopa de sementes de coentro
1 col. sopa de sementes de cominho
1 col. chá de pimenta do reino em grão
1 col. de café de ghee (manteiga clarificada)
1 col. café de assafétida* (opcional)

Numa frigideira aqueça o ghee e refogue rapidamente a semente de coentro e a pimenta do reino.
Moa esse refogado e o cominho no liquidificador. Agora na frigideira sem óleo, junte a assafétida à mistura moída e aqueça até que o aroma fique intenso (cuidado para não queimar). Espere esfriar e guarde num vidro com tampa. Pode ser guardada por até 1 ano em local com pouca luz e seco. Pode ser usada para temperar feijões, grãos, legumes, etc.
Esta masala ajuda a digestão dos grãos, prevenindo a formação de gases.
*Assafétida é uma especiaria muito usada na India. Aqui no Brasil podemos encontrá-la em lojas especializadas em temperos como a Bombay (shop. Iguatemi) e também no mercadão.

 

 "Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos"!

CORPO NOVO - Uma escolha simples!



Compartilhe:


Pão de queijo gostoso e magrinho


Ingredientes:

200gs polvilho doce

300gs polvilho azedo

1/2kg mandioquinha cozida e amassada

2 colh chá sal marinho

150 ml azeite extra-virgem

190ml água

Opcional: 1 colh sopa rasa de queijo parmesão light

 

Modo de preparo:

misture os polvilhos com o sal, acrescente o azeite até ficar uma farofa homogênea (vai amassando as pelotas que se formam com as mãos). Adicione a mandioquinha amassada (como purê) ainda morna

agregando o polvilho à mandioquinha, enquanto coloca a água aos poucos amassando bastante com as mãos até formar uma massa com liga para enrolar as bolinhas de pão de queijo.

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Molde os pãos de queijo, coloque na forma untada com azeite e asse por 40 minutos.

 

Dica: se você tem forno elétrico comece assando primeiro na parte inferior e nos 10 minutos finais asse inferior e superior. Atenção para não assar demais, para o pão de queijo não endurecer muito por fora.

Amasse com muito carinho a massa, esse será seu ingrediente especial!!

 

 "Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos!"

CORPO NOVO



Compartilhe:


Patê de tofu, tahine e azeitonas


Ingredientes:

1 fatia grande de tofu (150g)

1 colher (sobremesa) de tahine (pasta de gergelim)

4 azeitonas sem caroço picadinhas

1 colher (sobremesa) de orégano

sal marinho a gosto

salsinha a gosto

fio de azeite extra-virgem

 

Bata todos os ingredientes no liquidificador ou processador ou apenas use um mixer. E está pronto para ser servido, mas se você deixar na geladeira de um dia para o outro, fica mais saboroso. Você ainda pode variar as ervas utilizadas, conforme seu gosto.

 

Por Natalia Kodama

 

 

 "Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos!"

CORPO NOVO

 



Compartilhe:


Bolo de caneca bem gostoso!


 

Ingredientes:

 

01 ovo (orgânico)

03 colh sopa de leite vegetal ou comum

1,5 colh sopa rasa de óleo de coco ou girassol

02 colh sopa rasas de cacau em pó

02 colh sopa rasas de adoçante xilitol, stevia ou açúcar mascavo

02 colh sopa farinha de trigo integral

02 colh sopa de farinha de arroz

01 colh café rasa de fermento pó

 

Obs: pode picar frutas secas e agregar à massa!

 

Modo de fazer: coloque o ovo na caneca e bata bem com o garfo. Acrescente o óleo, o açúcar, o leite e bata mais. Por último as farinhas e fermento, mexa delicadamente. Coloque 01 quadradinho de chocolate amargo 70% ou mais. Leve ao microondas em potência máxima por 3 minutos. Obs: utilize uma caneca com capacidade de 300ml para não derramar.

 

 

 "Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos!"

CORPO NOVO

 

 



Compartilhe:


Farofa Inteligente!


1/2 copo de gérmen de trigo
1/2 copo de amaranto - farinha ou flocos
1/2 copo de linhaça dourada ou marrom
1/2 copo de gergelim

Misture tudo e coloque em vidro escuro e bem fechado. Manter em geladeira. Usar 01 colher de sobremesa no lanche da tarde conforme orientação em aula.

 

"Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos!"

CORPO NOVO

 



Compartilhe:


Tabletinho de banana verde


 

Na banana verde, o principal componente é o amido resistente, podendo corresponder de 55 a 93%, dependendo do grau de amadurecimento da fruta. Na banana madura, o amido é convertido em açúcares, em sua maioria glicose, frutose e sacarose, dos quais 99,5% são fisiologicamente disponíveis para serem absorvidos.

 

Além de sua concentração de carboidratos e energia, também apresenta elevadas proporções de vitaminas e minerais, principalmente o potássio, mineral que atua no equilíbrio de líquidos e sódio do organismo.

A banana verde tem dois tipos de amidos resistentes, o tipo 1 retarda ou impede a ação de enzimas digestivas e o tipo 2 que apresenta lenta digestibilidade.

O amido resistente é uma parte do amido que apresenta comportamento similar ao da fibra alimentar, portanto, não é digerido e absorvido pelo organismo. Estimula a produção das bactérias benéficas do intestino, além de manter a integridade da mucosa desse órgão, que é responsável pela absorção adequada dos nutrientes e pela barreira da entrada de substâncias maléficas. 

A polpa da banana verde na forma cozida é denominada de biomassa da banana verde, que pode ser usada no preparo de subprodutos como a farinha e na confecção de bolos, biscoitos e outras massas (substituindo parte da farinha de trigo), iogurtes, molhos - para dar consistência, para engrossar feijão, em sucos, vitaminas. Ou consumida pura junto da refeição. Tanto em receitas doces quanto salgadas. 

O uso da biomassa em diversas receitas auxiliará na absorção gradativa da glicose/açúcar no sangue, evitando picos na glicemia, reduzindo a liberação de insulina, contribuindo então para a prevenção do desenvolvimento de diabetes e para o emagrecimento. 

 

Veja como preparar a biomassa: 

Lave as bananas verdes com casca (06 unidades), uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágüe bem. 

Colocar água na panela de pressão (o suficiente para cobrir as bananas) e deixe ferver.

Acrescente as bananas já lavadas, feche a panela e quando começar a pegar pressão, abaixe o fogo e cozinhe por 8 minutos.  

Apague o fogo e espere sair a pressão da panela naturalmente (não colocar embaixo da água para acelerar o processo).

E então, abra a panela e com as bananas ainda quentes, utilize um pegador, tire a casca e coloque a banana em um processador ou liquidificador - nesse coloque 3 unidades, bata, depois as demais para não sobrecarregar o aparelho. É importante fazer isso enquanto a banana ainda está quente, para facilitar o processo.

Se necessário, coloque um pouco de água até ficar um creme. OBS: a casca também pode ser batida junto, nesse caso você terá uma biomassa mais escura (e não amarelo-creme) e com mais fibra. OU utilize a casca e faça uma caponata/antepasto: corte em pedacinhos pequenos, tempere com bastante azeite, sal, pimenta vermelha picadinha, uva-passa, alho picadinho (OBS: essa mesma CAPONATA pode também ser feita com berinjela cozida picada em cubinhos pequenos).

 

Em relação ao tempo de validade, ela pode ser conservada na geladeira de 4 a 7 dias e no congelador pode ficar armazenada por até 3 meses.

O ideal é armazenar a biomassa de banana verde em recipientes de vidro ou após esfriar você pode acomodá-la na forminha de gelo, congelar e usar 01 cubinho por vez. OBS: uma vez congelada precisa ser descongelada/hidratada novamente antes do uso - coloque alguns segundos no microondas com um pouquinho de água, virando uma "massinha" de novo.

Consuma o equivalente a 1 colher de chá ou 01 cubinho da biomassa no desjejum / alm / jantar. Inicie 01 vez ao dia e vai aumentando a quantidade gradativamente para evitar flatulência ("gases").

 

OBS:

1- aumente o consumo de água ao longo do dia. 

2-normalmente a biomassa da banana verde é feita com a banana nanica, que é a mais fácil de se encontrar, mas pode ser feita com qualquer tipo de banana. Na verdade o preparo da biomassa tem que ser realizado quando ela está completamente verde e dura, por isso é interessante você providenciar estas bananas direto com o produtor. 

3- devemos lembrar que estes alimentos não devem ser consumidos isoladamente para garantir estes benefícios, e sim como parte de uma alimentação saudável. 

 

"Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos!"

CICLO NOVO

 

 

 



Compartilhe:


Arroz de forno delicioso


Foto por Aline Wega

Preparo: Rápido (até 30 minutos)

Rendimento: 6porções
Dificuldade: Fácil

Ingredientes:

. 1 maço de espinafre lavado e bem picado
. 1 colheres (sopa) de azeite de oliva
. 2 dentes de alho
. 2 xícaras (chá) de arroz pré lavado - Ritto prato feito Mãe Terra
. 3 xícaras (chá) de caldo de legumes feito em casa
. 1 lata de creme de leite light
. ¼ xícara (chá) de leite desnatado
. ½ pote de requeijão ou creme de ricota light
. Sal e pimenta do reino a gosto
. mussarela de búfala ralada grossa ou picadinha suficiente para cobrir o arroz e gratinar

Modo de preparo:

Refogue o espinafre e reserve. Em uma panela, aqueça o azeite e doure o alho. Junte o arroz. Com uma colher, mexa bem e junte o caldo de legumes. Deixe cozinhar até o caldo secar. Desligue o fogo. Com um garfo, solte o arroz e misture o espinafre reservado. Coloque em um refratário untado. No liquidificador, bata o creme de leite, o leite, o requeijão, o sal e a pimenta. Despeje esse creme sobre o arroz e cubra com a mussarela ralada. Leve ao forno preaquecido a 200°C durante 20 minutos ou até dourar.

Dica: Cozinhe o arroz até que fique “al dente”.

 
 

"Porque ninguém é tão bom quanto todos nós juntos"!

CORPO NOVO



Compartilhe:


Cappuccino Corpo Novo


 

Ingredientes

1 lata de leite de soja em pó (Ex: Supra Soy sem lactose light)
1 xícara de chá de café solúvel
½ xícara de chá de cacau em pó (preferir orgânico ex: Mãe Terra ou Viapaxbio)

1 colher de chá de canela em pó

1 colh sopa bicarbonato de sódio

Preparo

Bata o café solúvel no liquidificador até virar pó e passe para uma vasilha grande. Peneire cada um dos outros ingredientes na vasilha e misture tudo muito bem. Guarde em um vidro bem fechado.

 

Como fazer

Em uma xícara de chá pequena coloque uma colher de sobremesa bem cheia do pó. Adicione pouca água fervente suficiente para bater o pó até virar creme. Aos poucos acrescente o restante da água até completar a xíc (rasa) mexendo bem até dissolver. Sirva em seguida. Adoce se necessário



Compartilhe:


Suco termogênico de limão com gengibre


Ingredientes

½ limão com casca (higienize o limão antes do uso)
300 ml de água
1 colher (sopa) de gengibre em pedaços ou ralado
Gelo a gosto
Folhas de hortelã

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador.
Coe.
Coloque as folhas de hortelã para dar mais gostinho e aroma.
Sirva logo em seguida.

Para emagrecer com a ajuda do limão e gengibre procure associar a bebida à uma alimentação balanceada. A bebida deve ser tomada antes das refeições pelo menos duas vezes ao dia, para melhores resultados.

 



Compartilhe:


Torta de atum light


Torta de atum light

Porção – 10 pedaços

Tempo de preparo -40 minutos

Calorias-160 kcal

Ingredientes -1 pacote de pão de forma integral sem casca -1 colher de sopa de azeite extra virgem -azeitonas picadas a gosto -1 lata de iogurte desnatado -2 latas de atum sólido em água -100g de cenoura ralada

-1 colher de sopa de salsinha

-1 vidro pequeno de maionese light

-sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

Misture: o azeite, azeitona, iogurte desnatado, atum, azeite, salsa, pimenta e a maionese.

Em um refratário coloque uma camada bem fina do creme e por cima uma camada de pão.

Uma camada do creme, outra do pão e por fim a de creme e por cima a cenoura para decorar.

Leva à geladeira e pode servir depois de duas horas ou quando estiver bem gelado.


Compartilhe:


Farinha da casca do maracujá


Agora que você utilizou a polpa do maracujá para o preparo de suco, use também a casca para fazer uma farinha muito rica em fibras - pectina que auxilia no controle do diabetes, colesterol e diminui a fome, principalmente quando consumida com bastante água.

 

 

Ingredientes

6 maracujás

 

Modo de fazer

1. Lave bem as cascas e retire qualquer sujeira e deformidades.  Caso tenha ficado aquela "pele" ao retirar a polpa, descole-a da casca, descartando-a (é a pele mostrada na foto ao lado da casca)

2. Corte as cascas em tiras como na foto abaixo e leve ao forno médio por cerca de meia hora ou mais (até que fiquem bem douradas, enrugadas com aparência de secas). Deixe secar bem, caso contrário na hora de bater não vai formar farinha.

3. Após esfriar, bata no liquidificador ou processador até virar farinha. Peneire e guarde e pote bem fechado. Consuma em até três meses, 01 colh sopa 1X/dia (misturada em água 20 minutos antes da refeição).

 



Compartilhe:


Gelatina vegetariana


Ingredientes:

 

- 01 envelopinho (5gs) de ágar-ágar (alga própria para preparo de gelatina vendida em casas de produto natural)

- 280ml de água filtrada fria

- 280 ml de suco natural (sugerimos maracujá, limão com folhas de hortelã ou raspinhas da casca)

 

Modo de preparo:

 

Misture o ágar ágar na água fria. Coloque na panela e deixe ferver em fogo brando por cerca de 3-4minutos. Apague o fogo, deixe esfriar um pouco e acrescente o suco natural adoçado - sucralose e mel com moderação. Conforme for esfriando a gelatina vai endurecendo mesmo sem geladeira. Deixe esfriar e está pronta para o consumo. Leve à geladeira para conservar.

 

OBS: é vegetariana pois ágar ágar é uma alga marinha, diferente da gelatina comum feita de pele, cartilagem e ossos bovinos.



Compartilhe:


balas de gelatina (colágeno)


Sugerimos a beauty candy - até 12 unid/dia no máximo. E lembre-se que faz parte do "apoio", use somente se necessário.

http://www.beautyin.net.br/pt/produtos/alimeticos

 



Compartilhe:


Sopa detox


Sopa Creme Antinflamatória

 
Ingredientes:

2 xícaras de abóbora japonesa/cabotiã descascada e picada

1 cenoura "descascada" e em rodelas

1 tomate italiano picado

1 cebola roxa picada

2 dentes de alho picadinhos

1/4 unidade Repolho branco inteiro cru
4 colheres de sobremesa Alho poró
4 ramos Couve-flor
1 talo Salsão picadinho
2 colheres de sopa Salsinha crua

1 col de chá de azeite extra virgem

2 col de chá de gengibre ralado

1 col de chá de açafrão da terra

1 ramo de alecrim

coentro à gosto (capriche pois ele é super desintoxicante..!)

um quadradinho cerca de 5X5cm de alga kombu

01 colh sopa de farelo de aveia

Água e sal

 
Modo de preparo:

Higienize adequadamente os vegetais. Em uma panela de pressão refogue rapidamente em fogo baixo a cebola e o alho no azeite.  Coloque todos os demais ingredientes (EXCETO a salsinha, coentro e açafrão), picados em pequenos pedaços. Cubra com a água e adicione o sal à gosto (com moderação). Cozinhe após pegar pressão por cerca de 15 minutos. Após apagar o fogo e tirar pressão, acrescente a salsinha picada, coentro e açafrão. Sirva a seguir. Pode bater e fazer creme se preferir. Não coar.

Obs: pode congelar. Aguarde parar de sair fumaça, coloque em recipiente de vidro, leve à geladeira sem tampa. Após esfriar totalmente, tampe e congele.

 



Compartilhe:


Gelatina natural


GELATINA NATURAL

Ingredientes:

500 ml de suco de fruta natural de sua preferência
1 envelope de gelatina em pó sem sabor

Modo de preparo:

Umedecer a gelatina em pó em 5 colheres (sopa) de água fria. Misturar bem e dissolver em fogo baixo ou levar ao microondas por aproximadamente 15 segundos. Não deixar ferver para não perder a capacidade de gelificação. Adicionar ao suco de fruta e levar à geladeira até endurecer. Em caso de frutas mais azedas, acrescentar um pouco de adoçante sucralose ao suco.

Sugestões de sabores:

Melancia, maracujá, morango, acerola, limão. Faça o suco mais concentrado, mais fruta e menos água. Pode adicionar raspinhas de laranja, limão, folhas de hortelã picadinhas.



Compartilhe:


LASANHA DE TOFU E ESPINAFRE


Ingredientes:  
1 pacote de 250g de lasanha integral ou comum 
1 litro de molho de tomate natural (O molho deve ser líquido para cozinhar a lasanha.) 
 
Recheio: 
400g de tofu  
300g de espinafre, cozido e picado 
1 colher de chá de orégano seco 
1/2 colher de chá de manjericão seco 
1 pitada de alho em pó, flocos desidratados

Modo de fazer:
Escorra levemente o tofu, mas não esprema toda a água. Bata no liquidificador até ficar uma pasta macia. Passe para uma terrina e junte os outros ingredientes do recheio, mexendo bem. 

Para montar a lasanha, cubra de molho o fundo de um pirex retangular médio de 23x33cm. Coloque 1/3 da massa de lasanha (crua) e depois 1/2 xícara de molho. Coloque metade da mistura de tofu por cima e cubra com mais 1/2  xícara de molho. Faça outra camada com 1/3 da massa de lasanha. Pressione com firmeza sobre o recheio. Repita as camadas: 1/2 xícara de molho, mistura de tofu, 1/2 xícara de molho, massa de lasanha.

Pressione de novo. Com o restante do molho, cubra inteiramente toda a massa. Tampe o pirex (ou cubra com papel de alumínio) e asse por 40 minutos em forno pré-aquecido a 180o. Destampe e continue a assar por mais 20 minutos. Corte em quadrados para servir.  Rendimento 6 pedaços médios.



Compartilhe:




EM DESTAQUE


ENTRE EM CONTATO

NEWSLETTER

Preenchendo seus dados você estará autorizando o recebimento de informações exclusivas da Ciclo Novo como dicas, receitas etc. Além de informações periódicas sobre serviços, eventos e notícias que possam lhe interessar.

COPYRIGHT ©CICLO NOVO 2014 | E-mail: contato@ciclonovo.com.br
"As informações oferecidas por este site não são individualizadas, portanto não substituem as orientações personalizadas de seu médico, nutricionista, psicólogo e personal trainer, mas sim as complementam."